terça-feira, 12 de junho de 2012

Paciência

Como é difícil tê-la!
Como é difícil aprendê-la!
Como é difícil exercê-la!
Como é difícil explicá-la!
No mundo atual em que cada vez mais vivemos da aparência, se pareço que sou algo passo a crer que sou mais respeitado, mais querido, mais poderoso e por isso sem a devida paciência vou deixando de lado a verdadeira essência do meu ser entrando em dividas e consumindo mais do que posso ou preciso somente para agradar aos outros.
Complicamos tanto o que deveria ser simples que tudo foge do nosso alcance e controle.
Pra que? Quem se importa?
Enfim, aprender a respeitar os próprios ritmos é fundamental para diminuir as urgências que nos auto-impomos.
Simplifique, desapegue-se da opinião alheia e siga seu próprio ritmo de conquistas materiais, espirituais e mentais.
Saúde e paz, José Reynaldo.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Nunca é tarde para sonhar

Existe coisa mais chata do que aquela pessoa que fala o tempo todo que tudo será melhor amanhã? Ou ainda aquele que te obriga a pensar positivo o tempo todo?
Vamos combinar, não dá para ser otimista sempre, e essa, é uma regra atual que se impõe a nós quase como uma obrigação e que usa uma parcela enorme de nosso tempo e mente.
Há momentos em que se precisa usar a realidade, nem pessimista ou otimista, para tomar uma decisão concreta baseada nas reais possibilidades.
O pessimista também é outro chato que fica se vitimizando o tempo todo na esperança de que alguém tome uma atitude por ele e resolva todos os problemas que muitas vezes ele mesmo criou; chato, muito chato.
Deu problema, tome uma atitude, seja adulto, saia do coitadinho de mim; é preferível uma decisão ruim ao invés de nenhuma.
A falta de atitude proativa te levará a todas as doenças modernas.
Nunca deixe de sonhar e evite ser um morto vivo; o sonho te traz criatividade e movimento.
Luz e bons sonhos, José Reynaldo.