sexta-feira, 25 de maio de 2012

Indo com o Circo…

Quantas aventuras nossa existência nos reserva e quantas coisas nós deixamos de fazer esperando o melhor momento...
Quando é esse momento?
Que culpa é essa de se permitir prazer e que facilidade é essa para correr atrás da doença?
Agora enquanto lê esse texto, relaxe os ombros..., relaxe a testa..., sinta os pés no chão...
Percebeu quanta tensão? Percebeu o quanto é simples abandonar o controle?
Andamos assim, tensos e tentando controlar a diversidade.
Lembra quando você era criança e via no circo um mundo de aventuras e possibilidades?
Pois é, vá com o circo e seja o personagem que você quiser, a existência é sua.
Luz e aventuras, Zé.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Quem é você?

Sua primeira resposta será:
-Eu sou fulan@ de tal...
Se eu continuar perguntando “Quem é você?” suas respostas serão todos os rótulos com os quais você tem se identificado durante sua vida: filho de..., mãe de..., trabalho na..., sou formado em..., sou morena..., sou baixo..., sou inteligente..., sou preguiçoso..., etc.
Tudo aquilo que te fizeram acreditar ser importante ou você mesmo se apropriou destas características para ficar invisível na sua zona de conforto.
Porém se eu continuar perguntando “Quem é você?”, chegará um momento em que não haverá respostas e você provavelmente dirá:
-Minha mente se calou...
E eu te direi que você está enganado, pois neste momento você acabou de se defrontar com o medo de obter respostas do seu lado sombra; aquele que todos escondemos a sete chaves com pavor de não ser aceit@ pelos outros com quem convive.
Sem medo algum e com muito respeito por si mesm@, observe seu lado sombra e vá obtendo respostas para minha pergunta “Quem é você?”; navegue pelo lado escuro da sua alma e vá se desidentificando do que encontrar até que não haja mais respostas.
Neste momento sua mente se calou e, você, agora em paz, sem nome, sem identidade e sem rótulos pode desfrutar do amor incondicional por você mesm@ e quem sabe ousar ser diferente.
Luz e paz, Zé Reynaldo.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Tudo passará…

Nada é permanente, tudo é impermanente e daqui você não levará nada.
Não acredite que você é um sucesso, mas ao invés disso aproveite o sucesso.
Não acredite que você é um fracasso, mas ao invés disso aproveite o fracasso.
Seja qual for o momento que você está vivendo, usufrua e aprenda, pois ele passará.
Não adianta tentar controlar todas as adversidades que podem acontecer com você, é impossível; como também é impossível manter só momentos felizes e agradáveis, o custo mental, físico e emocional será muito alto em termos de ansiedade.
Agindo assim no controle, você estará sempre além do momento presente e o futuro é uma somatória de momentos presentes, logo, vazio.
Reconheça qual é a sua verdade e faça as pazes com ela, relaxe e siga em frente.
Luz e presença, José Reynaldo.