terça-feira, 24 de abril de 2012

Caminho certo ou caminho errado?

Existiu um iluminado chinês chamado Lao-Tzu que dizia:
-Quer saber se uma decisão é certa para você? Pergunte ao seu estomago após uma farta refeição..., se a digestão parar, caminho errado..., se ela fluir bem, caminho certo...
O que isto quer dizer em atitudes práticas de hoje?
Nosso corpo detém o inconsciente que só é sentido quando estamos presentes.
Se você está em estado de agitação, insônia, má digestão, dores no corpo, significa que o caminho que está escolhendo não é o “seu”, mesmo que todos digam ao contrario.
Se você está em estado de calma, todo o seu corpo/mente estarão tranqüilos, apesar do caminho escolhido ir contra todas as expectativas dos outros ou até mesmo de suas crenças; este é com certeza o “seu” caminho.
Não acredite no sucesso e também não acredite no fracasso, simplesmente usufrua quando eles aparecerem; aprenda com um e com o outro também.
Medite, busque e sinta o “seu” caminho de paz.
Luz e paz, Zé Reynaldo.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

O que é importante para você?

Sabe ou tem vergonha de assumir com medo de ser ridicularizado pelos outros?
Nosso medo de não ser aceito em um grupo nos coloca distante, muitas vezes, de nossos gostos e vontades mais simples.
Um dos muitos deuses cultuados na Índia chama-se Shiva e em sua testa aparecem três linhas horizontais e uma vertical cortando-as.
Essa representação significa que ele é o mesmo nos três mundos representados: infernal, mundano e astral.
Ele permanece íntegro na sua verdade não importando por onde anda naquele momento.
Figuras a parte, é possível você exercitar esta mesma verdade assumindo quem é de fato; desde as coisas, sentimentos e atitudes mais simples até os mais complexos.
Viver com este medo é o mesmo que continuar sonhando.
Quem é louco? O que se assume ou aquele que só faz o que é bom e conveniente para os outros?
Liberte-se desta armadura e pare de encolher para caber.
Luz e liberdade, Zé Reynaldo.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Relacionamentos e ilusão

Quase sempre o contato inicial em um relacionamento está fundamentado na paixão, que faz parte do nosso primeiro corpo que é sensorial e material; isso nos dá a ilusão de que todas as emoções que sentimos naqueles momentos podem ser repetidas todos os dias, o que por sua vez causa muita expectativa, cobrança, controle e posse.
Se você chegar à beira de um rio e observá-lo por alguns instantes também terá a ilusão de que ele é sempre o mesmo, mas não é; a água que passa na sua frente é e sempre será diferente a cada milionésimo de segundo.
O mesmo acontece conosco e com quem nos relacionamos, portanto não adianta querer que a outra pessoa repita e desperte todos os sentimentos em você como ontem, hoje ela já é outra pessoa.
Se você escolher estar com esta pessoa, pergunte-se primeiro se vale apena continuar junto; se sim, traga seu melhor adulto para a relação e abra uma linha de dialogo franco em que ambos combinam como fazer dar certo para continuarem juntos e, a partir daí criarem em todos os segundos da relação uma nova forma de amar a si e ao outro “além de” ao invés do habitual “apesar de”.
Claro que esta linha de relação só funciona se você respeitar a individualidade do outro e a sua própria.
Luz e paz, José Reynaldo.

domingo, 1 de abril de 2012

A segunda-feira

Domingo 16h00:
- “todos estão se divertindo aqui no churrasco e eu aqui começando nesta angústia de esperar a segunda-feira”;
- “sinto-me ausente”;
-“meu Deus agora são os gols do Fantástico”;
-“não quero ir dormir, estou com muita ansiedade”.
Madrugada de domingo para segunda-feira 04h00:
-“não dormi nada até agora”;
-“tanta coisa para fazer daqui a pouco e os pensamentos não param”;
-“quanto medo sinto neste momento”;
-“como será minha semana?”.
Segunda-feira  12h00:
-“estranho, mas nada aconteceu de diferente até agora e o medo parou de incomodar”;
-“tudo está como sempre foi”;
-“droga, deixei de aproveitar o churrasco e perdi uma boa noite de sono”.
Quem se identificou com alguns ou todos os pensamentos acima levanta a mão?
Nossa mente é programada para ter metas através de treinamento e paradigma social. Neste caso, a meta é uma semana produtiva de segunda a sexta, e nos finais de semana, laser, cursos, viagens, compras, etc.
Também faz parte de nossas crenças, o temor do grande novo, no caso a nova semana que se descortina.
Não adianta nada se PRÉ-OCUPAR, tudo o que terá que acontecer vai acontecer à revelia do seu controle.
Quanto maior consciência você adquirir sobre estar no momento presente, mais estas sensações e pensamentos ficarão sem importância; seus medos e angustias irão diminuir e será possível encarar as adversidades como e quando elas se apresentarem.
Aproveite e agradeça cada momento que lhe é permitido respirar.
Celebre a tua existência com paixão.
Luz e vida, Zé Reynaldo.